Pular para o conteúdo principal

Postagens

Mostrando postagens de Julho, 2012

Prova de fogo.

As coisas não surgem sem motivos. Nada nos é entregue sem propósito.  Foi assim conosco que de repente estávamos tão unos. Não imaginávamos nossa atenção um com o outro e toda a intimidade que construímos através do tempo. Agora tudo é amor e parece-nos que é inesperado. Mas por mais que tentemos fugir, o destino nos leva um ao outro. Entendi ser uma prova de fogo, entendi que deveria resistir. Mas o coração não obedece a razão. Por favor me exlique quem é você.  O que pretende com tudo isso ? Imaginando as noites onde eu serei você e você a mim. Não me importo com as suas derrotas, seus problemas são os meus. Não me importo com o que te julgam , não quero saber se faz coisas erradas. Porque acredito que nada é por acaso. Eu poderia ser a sua salvação, mas  podemos estar pensando errado, e quem precise ser salva seja eu. Não quero fugir disso embora digam ser o certo a se fazer. E não pretendo fugir, porém preciso ouvir você dizer que ...
É bom sentir as coisas acontecendo assim, que…

Expectativas.

O tempo passa arrastado por nós.  Dores embaladas em mim por seus choros e lamentos de amores antigos, dos quais eu não vivi. Eu nem sei mais se respiro ou sinto falta de ar, lembrando cada traço seu, cada palavra. E o problema de não falarmos cara a cara é justamente não saber se eu te amo, te ganho, te perco. Não saber suas reações.  Expectativas. Vãs expectativas de um sentimento surrealista e intrépido. Todas suas barganhas marginais, deveriam servir de obstáculo, mas corações não enxergam obstáculos.  Esse dever é da razão, e a razão meu querido, nunca está de braços dados à emoção.
Por, Rayanne Nayara.

Como vender esses novos produtos?

Eu imaginava que quando entrasse na adolescência encontraria em meus amigos os mesmos desejos, sonhos, loucuras, as mesmas aventuras, porém a maioria deles foi corrompida pelo poder do capitalismo. Ou seja, desapareceu-se a vontade de engajar-se em uma boa batalha, pois o pensamento era "para quê batalhar, logo outro vem e resolve isso. Olha quanta coisa boa para  gente usufruir, não tenha pensamentos assim, o mundo  não tem solução, vamos aproveitar o que ele nos dá" . Porém, o conceito deles de "aproveitar o que ele nos dá" significa "vamos seguir os outros, comprar, comprar, comprar". Futilidades. Eu nunca fui ligada muito em compras, se eu puder andar de chinelos, rasteirinha ou tênis, jeans e camiseta, para onde quer que eu fosse, ótimo! Não que eu não goste de moda, pelo contrário, amo muito. Não que eu seja desleixada, até me preocupo bastante com a minha aparência, mas existem outras urgências! Estando eu confortável, beleza! A importância…

O tão sonhado entardecer.

Eu sonho com os dias em que colocarei a minha mochila nas costas e seremos eu e a natureza. A minha melhor amiga de infância, (Harry Potter também foi, mas conheci a mãe natureza primeiro) ! Imagino-me acampada em montanhas ou na beira de um rio. Seja a trabalho ou por lazer, o fato é que esse é um dos muitos sonhos meus.  Eu não sei se sou a única, mas quando me encontro no meio de tudo o que é natural... me renovo. Penso em muitas coisas e pausadamente, o que me gera certo espanto, pois minha cabeça é um motor de foguete.  Ah doce espírito jovem da aventura! Eu quero sentir cada rocha, cada rio, cada brisa do mundo. Antes eu tinha medo de ter que viver tudo isso sozinha, mas no fundo tenho a esperança de que exista alguém, que como eu, quando olha uma imagem dessas, logo pensa : "Como não desejar escalar aquele monte, banhar-se naquele rio e observar aquele horizonte?"
Se há alguém aí que tenha o mesmo desejo, diga-me ! Quem sabe não poderíamos recorrer a essa magnitude junto…

O amargo viver de apenas habitar.

O amargo viver de apenas habitar. Quão doloroso é assistí-lo. Como diz a imagem " a vida é muito curta para esperar."  E ainda há quem espera. Eu me questiono: o que esperam ? Porque não buscam? Se é por falta de alguém que lhes grite, então temos uma grande mobilização a se executar.  Há tanto para se fazer e quando não é por nós é pelos outros.  Ao ver essas pessoas-estátuas eu continuo a me questionar . Porquê ? Qual o motivo de parar no tempo? Qual é a sensação que essa gente sente em apenas habitar ? Se eu me encontro em monotonia total  bate-me um desespero tão grande, um temor no qual apenas consigo compreender ser originário de vidas passadas. A sensação gloriosa de prazer ao sentir-se vivendo de fato, fazendo por onde, buscando aproveitar a vida é tão imensa que não assimilo a razão de apenas habitar. A vida é doce. E viver é lambuzar-se em melado. Já, assistir a vida passando à sua frente, é incomensuravelmente amargo. E não aconselho a ninguém nadar em fel.

Corações Solitários

O meu coração se encontrava maltratado. Acostumado com a solidão. Você surgiu, me fazendo acreditar que ficaria ao meu lado. Tudo renasceu depois que você chegou. Você me faz cantar, dançar e sorrir. O meu coração curou-se.  Tirei todos os curativos de um órgão tão destruído. Eu acredito na solidão a dois.  Eu busco os lábios acesos de um solitário.  E esse diamante embeleza-me com luz. Porque como seria a minha vida sem você? Sei lá. Já não imagino-me sem os abraços de nosso conforto. Já não há imagens separadas de nossos corações solitários.

Por, Rayanne Nayara.

Perdendo os limites.

Nada ficou onde devia estar. Eu quebrei as duas taças. Rompi os laços, eu roubei nesse jogo. Arranhando  a imagem do seu rosto, dentro do cristal. Perdendo os limites. São surtos que mostram desejos. Para tentar trazer-lhe invadindo sua alma. Para ver se você volta ou se vai. Para ver se você vem abraçar-me. Eu derramei tinta nos seus planos. Eu cruzei as espadas e lutei com diabos. Jorrando minhas lágrimas com olhares apertados. Lavando meu rosto tão triste e enxugando minha dor, com sua pele. Para ver se você volta ou se vai. Para ver se você vem abraçar-me.

Por, Rayanne Nayara.

Paradoxo.

Afundar e não querer submergir.
Afogar-se e não querer se salvar.
Respirar através de um pulmão que não seja o seu.
Sentir-se flutuando e ao mesmo tempo firme no chão.
Paradoxos inúmeros.
Acho que me disseram uma vez que o sinônimo disso é amor.

Por, Rayanne Nayara.

Olhos Verdes do meu passado.

Corra aqui, venha ver como eu aprendi a amar. Não há comparações para o que eu estou sentindo e isso é tão delicioso. Como quando nós experimentamos lembra-se?  Mas daquela vez, fizemos tudo errado. Eu me afundaria no oceano Antártico com você. Eu sei que você ainda é incapaz de compreender porque seus olhos verdes só enxergam o que querem ver.  Pode levar um tempo longo, mas seu coração aprenderá a ver o que deve enxergar. Eu  não desisto de te ensinar como eu aprendi a amar. A minha esperança é de que seu corpo não é oco e há coisas a se aproveitar nele. Olhos verdes, porque vocês fogem tanto dos meus castanhos ? No fundo sabem que estou falando a verdade. Nada do que você procura será eterno. Então porque se satisfazer por momentos? O infinito é grande demais, acredite!  Só não se prenda à correntes invisíveis. Olhos verdes, vocês me naufragaram no melhor dos meus tempos. E depois cegaram-me. Eu voei o mais alto que eu pude para depois cair no fundo de tudo. Mas eu recuperei meu amor por mim mes…

É como chover em um jardim.

Procuramos por lados opostos, por pessoas erradas ou não. Mas procuramos caminhando lado a lado. Procuramos e encontramos tantas coisas! Tantas sensações e emoções. Era o suficiente pelo momento. Assim como é suficiente o vento em um dia quente. E assumimos uma felicidade postulada.  Era o bastante.  Só percebemos o quanto é o tamanho de "bastante", quando ele nunca basta. E queremos mais e mais e mais e mais. Foi em um dia qualquer, que olhamos para trás e vimos tudo que havíamos caminhado separados e os frutos não eram tão doces como queríamos. Decidimos então olhar para o lado. Vimos um ao outro. E entrelaçamos nossas mãos para irmos em frente. Agora procuramos coisas em comum, unidos e sem rumo. Ouvimos murmúrios diversos. Se dentre eles, algum é maldoso não nos afetará, pois não estamos mais longes um do outro e a união nos fortalece.  Das sensações que sentimos antes, nenhuma se compara as que sentimos agora.  Nos completamos e é tão inacreditável como no início não davámos na…

Cabines "Londrinas"

Se algum dia eu for à Inglaterra, (eu irei ) com certeza entrarei em uma típica cabine telefônica muito feliz e saltitante ! Sempre achei a ideia muito fantástica.  A minha cabeça de borboleta vive imaginando cenas engraçadas que envolvam essas cabines.
 Por exemplo, imagine alguém falando com seu grande amor ao telefone, e uma fila extensa ao lado de fora esperando. O telefonista lá com aquela cara de romântico, cheio de "fofurinhas" rindo dos outros que esperam.   Ou ainda alguém que fique preso dentro delas. Ou aquelas típicas cenas de pegadinhas, onde derrubam a cabine com a pessoa dentro. Sei lá... talvez não tenha muito nexo . Na verdade não tem, é só uma cabine inglesa.
Gosto delas, é mais privado. Não é como aqui, que temos que ficar contentes se um orelhão funciona e torcer para não ter ninguém para usar, porque é mega desconfortável utilizá-lo com alguém atrás batendo o pé esperando. Na verdade há anos não avisto um orelhão! A maioria das cidades aqui do Rio estão sur…

O ciúme do Casmurro.

_ Deixa eu te contar velho amigo. Outro dia, um conhecido me contou a história de um homem apaixonadíssimo por sua esposa. Ele era tão apaixonado que ao invés de ser "cego de amor", enxergava mais do que via. _ Como assim Juvena ? _ Uai, ele jurou de pé junto que a mulher traiu ele com o melhor amigo! _ E não traiu ? _ Isso é um caso complicado. Porque quando esse homem falou sobre  a mulher dele para esse meu conhecido, fez questão de adjetivá-la de um jeito que parecesse que ela não valesse um conto de réis! _ Mas afinal, conte-me direito isso! Não entendo um pormenor que seja do que diz! _ Olha meu amigo, teu raciocínio é lento por demais. Mas eu vou contar Quaresma, acalme-se. Ele era apaixonadíssimo por ela, primeiro amor, sabe? Mas era complicado para que pudessem ficar juntos. No caminho em busca de viver essa paixão ele conheceu um rapaz e ficaram amigos demais da conta! Só que aí ele apresentou-o para sua amada. O que me deu a entender é que ele sentia tanto ciúmes, que p…

Harry Potter, meu grande amigo.

Eu poderia falar o óbvio conhecido por todos leitores e fãs de Harry Potter. Poderia declarar as minhas imensas admirações à escritora do best-seller, ou como eu prefiro chamar, "minha bruxa madrinha". Mas qualquer pessoa que conheça, goste, admire ou não, essa obra, já reconhece verdadeiramente tudo o que se escuta de críticas construtivas sobre essa fantástica história.  Decidi-me então a apenas compartilhar, na minha humilde irrelevância, tudo o que "Harry Potter" e suas aventuras transmitiram-me e significou para mim.
Para iniciar, eu terei que fazer um flashback da minha infância. Tentarei ser breve!  Filha única de pais conservadores. Nada de molecagem em rua, escola para casa, estudos às pampas. Cabecinha sonhadora e muito imaginativa, repleta de muitas fantasias. Grande dom de inventar e afeição a tudo o que se referia a elementos mágicos e coisas cósmicas.  Essa sou eu quando criança. Eu adorava e adoro tudo o que envolve "mistérios". Talvez seja um…

Quanto se ganha por cada pedra atirada?

Essa pergunta me veio à mente nesta semana: "Quanto se ganha por cada pedra atirada ao próximo?". Com certeza, muitos já se perguntaram isso também.  É muito fácil julgar o outro sem o conhecer e distribuir arrogância para se defender. Mas qual é né, alguém vai morrer por uma gentileza?  Humildade não mata, sério. Conheci pessoas humildes e até creio que elas viveram mais do que muita pessoa esnobe! Eu tento praticar a humildade e acho que esse é o caminho certo. Comecei a pensar nessas coisas, em como o mundo acha lindo, um tentar ser melhor do que o outro. E como se tornou "careta" a ideologia de nossos pais e avós em fazer da vida mais "paz e amor".  Não diga-me que estou falando batatinhas ! Afinal, a sociedade promove mensagens positivas demasiadamente, mas por trás de cada mensagem há um sorriso torto, um olhar de esquerda. Promover não significa que se ganhará atenção ou se conquistará o objetivo. Enquanto todos promovem abraços falsos e uma solidarieda…