#XícaraVIP - 08 - Chega mais, Millôr!

De uma boa crônica, quem não gosta?

PIF-PAF| O CRUZEIRO | 1954 | MILLÔR FERNANDES

Conto Relâmpago Sujeito A Chuvas e Trovoadas: Tudo é Convenção!


E, como chovia, a tristeza da chuva caiu sobre a tristeza do ambiente já de si tristíssimo e os homens calaram-se todos. A pequena enfermaria do hospital ficou silenciosa, até que um dos cinco doentes propôs: "Podíamos jogar um pôquerzinho - hem? Vocês tem dinheiro?" Os outros tinham e resolveram jogar. Chamaram a velha enfermeira, que se aproximou cheia de saúde e sedução (1), e pediram: "Será que você arranja um baralho por aí, filha?" Ela foi e voltou dizendo que não tinha. Pensava que tinha, mas não tinha. E o tédio se abateu de novo sobre os doentes, até que um deles se lembrou: "Olhe aqui, filha, você não tem aquele montão de fichas velhas que você ia botar fora?" A enfermeira foi lá dentro e trouxe todas as velhas fichas de anotações do estado dos doentes. Os homens pegaram 52 e começaram a jogar o pôquer, depois de convencionarem o valor de cada ficha correspondente às cartas normais do baralho. 
E isso lhes fez muito bem à saúde e evitou a depressão que lhes vinha minando  a alma. Pois quando o médico chegou para examiná-los, encontrou-os todos bem dispostos e contentes. Um dizia: "estou com duas lesões no coração e duas úlceras no duodeno". "Perdeu!" - ria felicíssimo o outro. - "Eu tenho duas cataratas e três hemoptises". "Perderam os dois" - dizia o último - "Eu tenho um cancer no reto". 
MORAL - Há males que vêm para o bem.
(1) Puro efeito de contraste.


0

Triângulos, Triangulorum



Independente das línguas. Independente dos teoremas. 


Se tratando de amor, fronteiras são imaginativas e psicológicas. Todas as loucuras, burradas, problemas, dores e sofrimentos assim como alegrias, desejos, sensações, e paz que envolvam o "sentimento" do amor, tem o mesmo sabor para aqueles que o conhecem. É universal. 
E tratando-se de universalidades, quem nunca passou por triângulos direta ou indiretamente? Bem, há quem não tenha passado sim, mas não se enganem! Vocês podem como vão passar por isso! Ninguém está imune. A questão é que os triângulos amorosos nem sempre são iguais. Até mesmo porque, nossa "querida" matemática comprova que não existe mesmo, apenas um tipo de triângulo!  

Partindo então para a minha tradução acerca do assunto, lhes apresento : 

Os tipos de triângulos amorosos!


Saibam, como identificar o seu. 
Não é difícil de compreender, é bem lógico até! Entretanto vale ressaltar que, para cada dilema de cada pessoa, as soluções ou entendimentos se divergem. Eu farei uma análise própria. A minha visão de tudo isso, mas não significa que a minha opinião esteja certa ou errada. Certo ou errado são livres de regras quando tratamos de "amor". Pois como eu disse, cada caso é um caso. Então, antes de se julgarem em algum triângulo, antes de considerarem as minhas palavras como "conselho para o seu caso", por mais que eu tente generalizar situações, nada vale mais do que a sua opinião e a sua intuição, certo?

Explicadinho? Temos um acordo? Então vamos lá!


+ Triângulo Isósceles: 

Na matemática é o triângulo que apresenta dois lados iguais e um diferente (Basicão!*). 
No nosso estudo de etimologia amorosa*, segue praticamente a mesma ideia. Duas pessoas que sentem o mesmo uma pela outra e um terceiro sujeito que gosta de uma das duas (diz-se, o incorrespondido que vem para ferrar com a vida do casal, e geralmente muito reconhecido em novelas). 

O que fazer se você é um dos lados iguais?

Cara, se está tudo certo na sua relação lute por isso! Eu sou adepta do mantra "nada que uma boa conversa não resolva", ou seja: brigas, barracos, picuinhas, inimizades e baixaria devem ser mantidas longe. 

Contudo, esses casos são medianamente complicados. Pois duas pessoas querem e outra se coloca no meio, sendo assim, essa terceira pessoa na maioria das vezes está disposta a lutar pelo o que ela quer. E isso atrapalha o casal "perfeito". 

Então, como lidar calmamente? 

Se uma conversa sincera a três não der certo, você terá mesmo que manter seu posicionamento firme. Alguma hora a terceira pessoa irá perceber que "perdeu". Entretanto... Cuidado com as brigas!
Muitas vezes o casal desgasta por si só diante dessa situação, porque o ciúme toma conta, as discussões, e enfim desarmoniza. E a falta de equilíbrio e confiança entre o casal é a brecha perfeita para que a terceira pessoa consiga ir conquistando o seu espaço. E atenção! Isso ocorre mesmo que indiretamente! O "pivô" tanto pode agir e se aproveitar da situação para desestabilizar total os dois lados, como também pode ficar na sua de boa, e ainda assim conseguir o seu objetivo. 

Como isso? 

Concorda que quando uma relação fica massante, a pessoa começa a observar tudo à sua volta? 
Em alguns casos, enxerga até demais, chega a idealizar! Então é isso: relação desgastada e infeliz = chance de outra pessoa ser vista de uma forma mais atrativa. 
Toda terceira pessoa de um triângulo isósceles que se determina a ficar no meio, tenta ganhar espaço de forma positiva, principalmente por intermédio de companheirismo.

E qual o segredo? 

Confiança. E muito diálogo com seu parceiro (a). São vocês que determinam o tamanho do amor, e se for amor de verdade, a relação não se abala facilmente.

O que fazer se você é o lado diferente?

A regra da conversa a três serve para você também! E lógico que, a sua situação é complicadíssima, afinal vai ser levado em conta o que há não só no seu coração, mas também na sua consciência. Perguntas básicas como: "Vale a pena lutar por isso?""Vai me fazer bem atrapalhar um romance sólido?""Vai ser legal para mim ser a segunda opção forçada?""Eu preciso disso tudo?""Eu amo determinada pessoa a esse ponto?""A pessoa tal pode me amar suficientemente para mim e para ele ou é algo incerto?""Será que eu devo investir à força, ou na tranquilidade, ou deixo que a vida se encarregue disso?"...

Se essas e outras perguntas já te passaram à mente e ainda assim você não consegue se decidir, então deixe-me tentar ajudá-lo:

O que faz valer lutar por isso?

Amor verdadeiro. Muitas vezes, o que as pessoas tem pode ser apenas uma cisma com o outro. "AH! NÃO É CISMA!", tudo bem, tudo bem. Mas faça um levantamento do porquê você se julga apaixonada(o) pelo fulano(a), quando isso começou e qual o grau de correspondência.

No caso de decidir atrapalhar, como agir?

- Sinceramente ninguém precisa de conselho para destruir com a felicidade dos outros, e garanto que não sou eu quem irei os dar. E atrapalhar um relacionamento sólido nunca é uma boa alternativa, porque só traz mais dor, sofrimento e ainda tem a garantia de não dar em nada! Porém, essa questão de "atrapalhar" é muito pessoal. Engloba consciência e caráter
Eu, por exemplo, mesmo que amasse alguém que está apaixonado por outra, jamais me colocaria de uma forma cruel entre os dois. Primeiramente eu seria sincera com ambos. Depois, iria partir da pessoa por quem eu nutrisse sentimentos, querer ou não contato comigo. Se colocar no lugar do outro também é ótimo, porque se fosse ao contrário, como você se sentiria? E mesmo que você AME de verdade o outro, a reciprocidade deve ser autêntica. Você não pode forçar isso. A pessoa vai ver o que você é, se você for sincera, e aí gostar ou não de você se torna uma questão de afinidade. 

Como assim? Vamos simplificar:

Maria gosta de João que gosta e namora Ana. Maria conta para o João dos seus sentimentos. João diz a Maria que ficará com Ana. Maria compreende e continua seguindo sua vida por mais difícil que seja. Maria não alimenta inimizades. Maria começa a despertar indiretamente os olhares  de João. João começa a perceber o quanto Maria mexe com ele. As coisas se resolvem. 

*As coisas se resolvem: é um desfecho que dependerá do João. Ele pode esquecer Maria ou não.

A vida é assim! Ser a Maria é difícil, porque a Maria é a mocinha da novela das nove, é o amor não correspondido. E ser o lado não correspondido é a penitência mais cruel do amor. Entretanto se meter na vida de duas pessoas já é chato, fazê-lo a fim de destruir então... É desonesto

Na vida temos que nos contentar com a ideia de que o que é para ser seu será nem sempre pode-se ter tudo o que quer. É a regra básica. 

Então, pense bastante se você vai querer ser a outra, a pivô, o ponto podre, a destruidora de lares e caso queira, pensa triplamente se compensará! 
Um amor correspondido por pressão é mais curto que calça de anão, meu bem! É algo falso. Se você se contenta com pouco, ou seja: falsidade, miséria  de sentimento, então você tem problemas. Procura um psiquiatra. Até mesmo no amor, o ser humano quer intensidade. Entrega completa, sabe? É da nossa natureza. Se isso não faz sentido para você...  Na boa, se cuida. 
Por maior que seja seu amor pelo outro, se contentar com o "resto" do que o outro pode oferecer é doentio, cruel. E sem dúvidas, há alguém querendo te entregar tudo o que pode e você não está sabendo, ou sabe e evita. 

Essa questão de "resto" também é relativo dependendo do caso.

Conquistar as coisas por seus méritos é divino, mas lógico, os méritos devem ser virtuosos e dignos. E isso é válido para TUDO, não somente relacionamentos.

+ Triângulo Escaleno:

Todos os três lados diferentes. 
Bem, isso é o típico caso do Drummond:

João amava Teresa que amava Raimundo que amava Maria que amava Joaquim que amava Lili que não amava ninguém. 

E a solução? Meu bem, a única solução que vejo é desfazer o triângulo. Cada um mudar o rumo. Dá para ter outra solução?

João -> Teresa -> Raimundo. (Levando-se em conta que Raimundo não ame o João). E mesmo que ame, qual a solução? Tem que desfazer o triângulo. Esse teorema, ao meu ver é exato. E no amor não cabem exatidões. 

Em todo caso, se você vive esse triângulo pode ir lá no grupo e conversar com uma de nós, da equipe, se quiser. Afinal, em um caso de "Escaleno agudo" não dá para generalizar aqui. Porque em um geral, o jeito é cada um olhar para o lado, fora do triângulo. Mas como existem várias situações por aí, converse conosco e nós iremos dizer sinceramente o que achamos. Mesmo que não tenha solução, procure desabafar com alguém seja quem for. 

Nesse diagnóstico é necessário se desfazer do que te sufoca para pisar no lado de fora.

Triângulo Equilátero:

Todos os lados são iguais, ou seja: todos os três se amam. É como o esquema de cima:

João -> Teresa -> Raimundo. (Porém o Raimundo ama o João).

E há duas resoluções:

a) Complicada: 

Ninguém se resolve e tudo congela. 
Meu diagnóstico? Desfaz essa bagaça também! Procure ver, se o que você sente é real mesmo! 
Pode ser que João ame Teresa e Teresa passe a amar João. Pode ser que Teresa ame Raimundo e ele passe a amar Teresa. Pode ser que Raimundo ame João e ele passe a amar o Raimundo. 

E pode ser que tudo congele. Um ame o outro ou os três se amem igual. 

Um ame o outro - desfaz, desfaz! Descomplica, haney! Com certeza tem outra opção por aí, e com certeza você não faz parte dessa comédia fracassada. 
Os três se amem: Já pensou que pode ser só amizade? 

b) Fácil: 

E a fácil é justamente a situação dos três se amarem e vendo que não é só amizade, partirem para o abraço. Não estou instigando o homossexualismo e nem dizendo que é errado, mas a situação é assim. Geralmente se não for amizade, é isso aí que vai dar. Três amores.

E quando duas pessoas não se amam, mas amam a mesma pessoa? 
É outro caso de triângulo isósceles, e a resolução vai se dar em:

A pessoa que é o foco escolher entre os dois.
A pessoa que é o foco não escolher ninguém.
A pessoa que é o foco ficar com os dois. (Tipo a série Aline e aí já deve ter um consenso geral).

Bom, é isso aí pessoas :)

*Basicão : neologismo aumentativo de básico.
*Etimologia amorosa: isso não existe, eu inventei :)
0

(In)Segurança Feminina

Dia após dia percebo, o quanto o universo feminino se encontra mesclado em relação à aceitações de corpo, beleza e personalidade. Encontro garotas inseguras e em busca do padrão de beleza “perfeito”, aquele que a mídia tanto reforça. E com isso, pude perceber analisando a opinião de alguns garotos o quão isso os incomoda.
A maioria dos rapazes acham que, a vergonha que algumas meninas sentem em relação ao corpo - principalmente quando após uma relação tentam esconder a nudez - uma insegurança desnecessária, e alguns dizem que isso desanima no relacionamento. A grande verdade é que os homens nunca se importam se o corpo é perfeito ou não. Para eles, o corpo bonito é apenas um adicional e o que interessa é o conteúdo. Esse papo de "é com as gostosas que vocês preferem ficar" não é totalmente verdade. E eu super indico que vocês assistam ao vídeo do Frederico Elboni, e leiam seus textos no “Entenda os Homens”.
Uma mulher insegura consigo pode atrapalhar no relacionamento, porque ela raramente se encontrará confortável o suficiente com o parceiro para mostrar também os seus defeitos. E o que eles querem é conhecer todos seus ângulos defeituosos ou não. Relacionamento é isso! Por outro lado, há também a turma das mulheres seguras de si, e cheias de personalidade e autenticidade. Queridinhas, autenticidade é tudo. Podem crer. E eu sei que também há o grupo dos marmanjos medrosos, que não aguentam uma mulher segura e fogem. Não é isso que dizem por aí? Ok. Guardem essa frase, porque mais à frente eu vou explicar esse “medo” masculino.
Eu vou ser bem sincera! Homens inteligentes não escolhem as "Marias-Choronas", não apreciam mendicância de sentimentos e preferem aquelas mulheres firmes e bem posicionadas acerca de sua personalidade. Sabe porquê? Para eles, a era do “homem provedor” está lá atrás (com os ossinhos da vovó) e a cumplicidade é o que há. Uma mulher que tenha mente aberta e se ame é muito mais atraente aos seus olhos. Contudo, a diferença está no limite do seu ego. Geralmente essas mulheres que causam medo nos homens, em sua maioria são mulheres que tentam se convencer de sua liberdade. Talvez estejam com uma bagagem de frustrações, e seu interior repleto de dúvidas. E aí ocorre o auto convencimento de que "eu me basto". Nessa “deixa” podem estragar tudo, cuidado. 
Homem nenhum, e mulher nenhuma suporta prepotência. Para os garotos, essa posição de auto suficiência pode soar como um sinal vermelho indicando a inutilidade masculina, portanto eles se afastam. Ainda não conheci ninguém que não admire as mulheres seguras. Conheci quem não admira egocentrismo, ou é psicologicamente inseguro consigo para suportar um companheiro seguro. Por isso, explico que eu não considero medo de mulheres fortes, mas desconforto próprio e/ou insatisfação sobre mulheres prepotentes. 
Acho que entender os homens não é tão difícil, quando se entende as mulheres. Portanto amigas, a minha dica é: Ame-se. Seja feliz, porque é a felicidade que atrai qualquer pessoa. Quando você está bem com a sua visão de mundo, com a sua visão própria, você se torna única, autêntica e agradável. Não precisa ser alta, magra, ou ruiva para isso. Independente das aparências. 
É quando você abre sua boca para uma conversa, mostra sua naturalidade no olhar, e deixa seu feminismo transparecer naturalmente que as pessoas vão perceber você e com isso, os carinhas.Os homens minha gente, gostam de simplicidade. Quem nasceu para arabescos e holofotes somos nós mulheres, que temos um fraco em conseguir atenção. As carentes no fundo, no fundo, somos nós. 
Lógico que eu não estou generalizando, porque isso é um ultraje social. Mas a verdade é que você deve ser segura de si, e segura daquilo que te faz feliz.Medo, raiva ou repulsa de celulite, estrias, espinhas, todas temos. Só não podemos nos tornar escravas da insegurança e muito menos autoritárias ao nosso ego. Limite. Essa é a chave de tudo na vida.

Até a próxima.
0

Resenha : O Irmão Alemão, Chico Buarque de Holanda

SINOPSE: O novo livro de Chico Buarque - um romance em busca da verdade e dos afetosO irmão alemão é o novo livro de Chico Buarque. O autor já publicou os romances Estorvo, Benjamim, Budapeste e Leite derramado que lhe renderam três prêmios Jabuti e venderam quase um milhão de exemplares, ficando por meses nas listas de livros mais vendidos do país. Ele também é autor de peças como Roda viva e Ópera do malandro. (Fonte: Blog Companhia das Letras)

            



Que o Chico é um amor, não é novidade! Entretanto outras faces pude conhecer desse homem maravilhoso.

"O Irmão Alemão" narra em primeira pessoa, a busca pessoal de Chico por um meio-irmão da Alemanha. São muitos os anos de dúvida e busca. Uma narrativa que mescla realidade e lirismo, com teor de comédia agradável.

Primeiramente gostaria de deixar claro que, a casa fictícia da família Buarque se tornou uma cobiça para mim. Eu a-do-ra-ria conhecer as paredes repletas de estantes e livros, que no texto são tão valiosamente descritas.

Eu sempre tive uma visão do Chico como um homem culto e no livro ficou claro, que suas leituras incansáveis através das coleções literárias de seu pai, de fato o tornaram culto. Mas a realidade, ainda que fundida à literatura se contrapõem vez ou outra. Chico mesclou verdade, modificando um pouco sua vida, acometendo assim mais poesia, suavidade, e fantasia.
0

Indicação de Fanfic: Kiwi, por Gab.

Título:  Kiwi | Autora: Gab | Gênero: Romance | Classificação: 16 anos | Categoria: Oneshot | Sinopse: As coisas nem sempre são o que parecem, mas aos olhos de Adam Levine, você pode ser maravilhosamente suculenta. |




Em "Kiwi", a narrativa é em terceira pessoa. O enredo é sensual e envolvente e a história é breve, nem por isso menos interessante. 

A autora utilizou um vocabulário simples para descrever as cenas mais íntimas, e o romance dos dois amantes, e isso é de extrema importância para mim, pois não há nada pior do que ler uma história romântica, mas que perde todo o seu brio por apresentar uma linguagem vulgar. 

Logo de início a leitura prende a atenção e não há personagens periféricos além do casal. Assim como em muitas outras histórias, a autora utilizou também, a letra de uma canção da referida banda para enovelar o romance entre os personagens e auxiliar na construção temática.

A história inicia-se direta com descrição de uma cena do casal e o final é divertido e o elemento surpresa é utilizado para marcar o desfecho do conto.
Sinceramente, poderia ter sido transformada em longfic apresentando alguns capítulos a mais a partir da cena de encerramento.

Sem mais, indico-lhes a acessarem a oneshot, e depois da leitura voltem ao Xícaras e comentem sobre "Kiwi"

- É proibida a divulgação de hotlink (link direto) pelo ATF, portanto copiem o link abaixo e retirem os asteriscos " * ". 

http:// * alltimefics. * com/capa * /k/kiwi/


0

Sobre fanfics 'oneshot' .

Comecei a ler fanfiction aos meus treze anos de idade, na época em que ainda existia no orkut (céus, como você é velha) aquelas comunidades de "Web Novelas". Iniciei as leituras virtuais com as tais web novelas, que na minha opinião atual eram um pé no saco, pois a plataforma do orkut não permitia uma postagem em página única. As autoras postavam os capítulos através de comentários nos fóruns. Logo, ocorria uma mistura infinita de capítulos da história com comentários de leitoras. Tudo dentro de um mesmo fórum. 
Enfim... Quem viveu saberá do que estamos falando aqui, e tchananãn.

Criaram por fim, as fanfictions (ficções de fã) que eram postadas em sites de hospedagem de página HTML, como por exemplo, o vilabol e geocities (R.I.P)
Foi um achado, gente! 
Porque você escrevia sua história toda, criptografava em HTML, e a história ficava no padrão atual de postagem. Ah! E havia a possibilidade de ser interativa, o que na época era um babado!
Assim que encerraram a disponibilidade do geocities e vilabol, sites específicos de hospedagem de histórias cresceram. E hoje, cá estamos com uma vastidão de possibilidades.

Bem, após esta pequena "aula de história da criação das fanfics", vamos ao que interessa: fanfics oneshots.
0

Nessa terra do "não tem não", a culpa é dos colonos.

     Eu nem sei por onde começar. É tanta a patifaria, que palavras e insultos transbordam da alma, da garganta, do fígado, e do dedo mindinho do pé!
     

     Vinte e três porcento de aumento extra na conta de luz. Bandeira vermelha. VERMELHA? Olha, a bandeira aqui em casa está preta mesmo. Preta fundo de poço. Sabem como? 
    E a campanha da moda é "por uma vida mais light". Com certeza. Light. 'Lightíssimo', porque bem prevejo famílias vendendo o almoço, a janta, o café da manhã, e um litro de água para pagar os impostos.
     São seres néscios que mantêm, a geração de energia através de termelétricas, enquanto poderiam apostar na energia limpa e renovável. LIMPA E RENOVÁVEL! Mas, aí está um povo marcado pela ignorância. É o tal brasileiro. Que séculos atrás fora marcado pela ingenuidade de seus índios; povos inocentes que permitiram a corja portuguesa fazer o que bem entendesse por aqui, não é mesmo?              Cabral, olha... Se tua caveira ainda estivesse intacta... Quero nem pensar! Nem pensar!

     E a gasosa gente? Conta-se de uma época em que o galão de gasolina custava centavos. Acho que é lenda, mas há quem diga ter visto isso. Há muito, muito, muito tempo. Na minha opinião, ali naquele tempo... como era mesmo o nome? Ah sim! Era neolítica! Por aí...
     Hoje o combustível, no centro do Rio de Janeiro, varia de RS 3,50 a R$ 3,70. Mas amanhã quando piscarmos os olhos, vai estar R$ 6,50. Tranquilo, tranquilo. Ainda dá para segurar. Preparem os bolsos. Ou melhor, preparem o café da manhã, que as vendas serão urgentes.
   E enquanto o chuchu virou artigo de luxo na mesa dos brasileiros, o negócio é plantar quiabo. Quiabo gente. Quiabo alastra na plantação, e a baba dele servirá de lubrificante para você sabe... Conseguir passar nos buracos das fechaduras, das portas que o governo anda fechando na sua cara.

    Pois é. Nós aqui numa mendigaria total. Sem água. Sem luz. Sem carne. Sem conforto. E acredite, sem ovo de páscoa daqui uns meses. Enquanto que a galerinha da esplanada, o cuspe dos colonos
recebem auxílio de R$ 18.908754.8652381.00000000.000.00 . Se bobear, nem sabemos ler esse número! Ah mas é um pouco menos que isso? Arredondei o valor, apenas. Aproveitemos, e coloquemos no meio desse total, as passagens áreas da família de cada um deles.


    E em meio a todo esse desabafo, eu suponho que a solução seja: retirar todas as lâmpadas de casa e voltarmos ao Neolítico. Quem sabe, a lenda do galão de gasolina também não entre na onda? Mas, levando em conta ser pouco provável, esqueçam os carros e vão de bicicleta! Bicicleta é vida, povo!

    Caras pintadas, bandeirolas e vamos para as ruas! Ano passado houve protesto pelo reajuste de vinte centavos nas passagens. Inadmissível ficarmos quietos agora. Mas pelo amor dos céus, pacífico gente! Protesto pacífico! Aprendam a protestar! 

   Esqueçam essa de culpar a corja miserenta de Portugal que nos "colonizou" (Lê-se dominou e escravizou). Culpemos a nós mesmos, que somos responsáveis verdadeiramente por nenhuma mudança positiva.

E um recadinho para nossa president(E) (porque eu não a chamarei nunca pelo gênero feminino que ela inventou): 

Dilma, estou tão cansada de presenciar você  trabalhando tanto pelo país, que até te dou umas férias. Permanentes, tá quiridinha? 

Mais um desabafo, e até a próxima. Talvez não menos revoltada.



2

Plágio é Crime

MyFreeCopyright.com Registered & Protected



Licença Creative Commons
Este trabalho foi licenciado com uma Licença Creative Commons - Atribuição-NãoComercial-SemDerivados 3.0 Brasil.

copyright © . all rights reserved. designed by Color and Code

grid layout coding by helpblogger.com