Pular para o conteúdo principal

Se você não tem tempo de fazer o que ama, o que você está fazendo?

Esta semana eu estava atribulada de afazeres acumulados. E todos referentes ao que eu amo: escrever. Projetos literários para atualizar, organizações do blog pendentes e uma pilha de códigos HTML para mexer... Enfim, muita coisa. 
E aí numa conversa com uma amiga eu disse "eu não tenho tido tempo de fazer o que eu amo desde que estive na faculdade". 
E aí eu parei para pensar. 
E a Liz, minha amiga, também desabafava a mesma coisa: como a faculdade consome o tempo que outrora estaríamos gastando com atividades realmente prazerosas.
Atividades realmente prazerosas. 
Atividades realmente prazerosas? 
Calma aí, o que eu estou fazendo?
O que você está fazendo?
Para quê estamos numa faculdade - e vamos concordar que demos um duro para estar lá - que nos consome a autoestima, alegria e prazer? 
Mano, eu não sei se hoje é realmente imprescindível fazer faculdade. Aqui em casa, eu sou a primeira da família a entrar na universidade pública. E vivo me perguntando se eu realmente mereço aplausos por sacrificar tantos sonhos por um diploma.
Eu sempre quis ser artista: escrever no blog, lançar livros, *teatrar, dançar e cantar, viajar. Tudo o que eu fazia antes de ir para a faculdade atrás de um diploma. 
Sou destas pessoas que caem no erro de "fazer um curso em busca de estabilidade para depois realizar sonhos". 
Foi assim que caí lá dentro. Passados hoje quatro anos de sacrifício e estudos, percebo que não foi tudo em vão e algo se leva desta lição. E percebo que toda profissão tem seus lados ruins e bons. Então antes de qualquer coisa: esqueça a premissa de "curso que dá dinheiro". Todo curso pode te render estabilidade financeira, porque a conquista do seu dinheiro quem faz é você! E isso é muito real.
Se você está começando agora... Faça o que você ama, cara! 
Não importa se é vender arte na praia ou construir edifícios da arquitetura mais moderna. 
Apenas faça o que ama. 
Porque se um dia, você disser que não tempo para ser feliz ou não tem tempo para curtir, que não tem tempo para se divertir... Eu te pergunto:

Se você não tem tempo de fazer o que você ama, o que deixa feliz, mano, o que você está fazendo com a sua vida?

Comentários

MAIS LIDAS

Sobre fanfics 'oneshot' .

Comecei a ler fanfiction aos meus treze anos de idade, na época em que ainda existia no orkut (céus, como você é velha) aquelas comunidades de "Web Novelas". Iniciei as leituras virtuais com as tais web novelas, que na minha opinião atual eram um pé no saco, pois a plataforma do orkut não permitia uma postagem em página única. As autoras postavam os capítulos através de comentários nos fóruns. Logo, ocorria uma mistura infinita de capítulos da história com comentários de leitoras. Tudo dentro de um mesmo fórum.  Enfim... Quem viveu saberá do que estamos falando aqui, e tchananãn.

Criaram por fim, as fanfictions (ficções de fã) que eram postadas em sites de hospedagem de página HTML, como por exemplo, o vilabol e geocities (R.I.P).  Foi um achado, gente!  Porque você escrevia sua história toda, criptografava em HTML, e a história ficava no padrão atual de postagem. Ah! E havia a possibilidade de ser interativa, o que na época era um babado! Assim que encerraram a disponibili…