Pular para o conteúdo principal

Decreto do Socorro.

    


O sentimento de revolta já se transformou em sensação usual do povo brasileiro. E como isso é lamentável. De um país lindo, cheio de alegrias, caloroso, belezas naturais "infinitas", tudo que há de admirável fica dia após dia, cinza. Sem brilho, sem cor. 
Todos esperamos não chegar ao ponto, de ficarmos sem fé e sem esperança. Isso é o que nos tem sustentado, e no entanto cada vez mais eu apenas observo o esmorecimento da fé. Da fé em Deus, da fé no destino, da fé no homem, da fé na paz. E até compreendo tanta descrença. Assim como compreendo a desesperança mútua. O cansaço nos faz desistir. E o povo brasileiro desiste cada vez mais da sua nação. Pois, a educação não é a mesma há décadas, e ser patriota caiu no desuso há tempos. E apenas este simples fato, já tornou a nação altamente corrompível. 
Eu estou cansada como tantos. Cansada de ser iludida, de promessas incumpridas, de lutas vãs onde poucos seguem em frente. Este desabafo marca, um momento de tristeza profunda. Tantas foram as páginas de noticiários em que li esta semana: "Estou deixando o país". Todos depoimentos de vítimas da violência grotesca. Violência canibalista sim, o homem caça o homem. Em prol de um "tudo" falso, que na verdade é nada. 
Saber que estamos abandonados numa guerra sem salvação, onde armas imperam na mão de homens covardes - homens que fogem do próprio moralismo, da própria sanidade - enquanto poderíamos todos estar de mãos dadas fazendo uma grande revolução em prol da paz, é decepcionante. Se o tempo desperdiçado com guerras, brigas, atrocidades fosse gasto em união, amor e generosidade em busca de promover a paz teríamos, uma paz que reinaria soberana e acabaria com ideais capitalistas que são em grande parte o motivo do homem se tornar cada vez mais monstruoso. 
Eu só queria que flores nascessem e amor multiplicasse a cada ato de inescrupulosidade que surge na nossa sociedade. E ainda mais entristecedor é saber que os filósofos modernos que deveriam estar por aí trabalhando pela mudança são dizimados pela ignorância com fulgor iminente. O fim do Brasil... Espero que não seja um deserto minado de sonhos extintos e cadáveres.


Comentários