Pular para o conteúdo principal

#XícaraVIP - 09 - Chega mais, Millôr!

Sabe quando um sujeito - a fim de convencer-te de algo faz juramentos e lhe dá garantias de que você estaria fazendo "um bom negócio" - sofre com um problema chamado: falta total de lábia? Pois bem, dessas frases redundantes e dessas promessas e pedidos que nos fazem pensar "e eu com isso, meu senhor?", Millôr utilizando novamente do humor nos apresenta:

PIF-PAF | O CRUZEIRO | 1955

Garantias Que Não Interessam


"Uma coisa eu posso afirmar: se esta geladeira não for a mais prática e duradoura que existe na praça o senhor pode me cuspir na cara."

Melhor pagar adiantado.

"Leve em confiança - se, em qualquer tempo, esta fazenda encolher ou desbotar, eu engulo ela inteirinha."

Não é para tanto companheiro, na pior das hipóteses traga alguns pincéis, aquarela ou agulhas, retalhos e linhas. 

"Traga sua filha, sua irmã e sua noiva para ver este maravilhoso espetáculo. Garantimos que vão todos morrer de tanto rir."

Homícidio culposo, familiocídio. 

"Se esse automóvel não faz a Rio-Petrópolis em quarenta minutos eu quero ver minha mãe morta."

Aquela é sua mãe? Vamos fazer um teste drive.

"Que um raio me parta se essa mulher tornar a botar o pé aqui dentro".

Olha amigo, ela está voltando para fazer as malas.

Infelizmente meus comentários não constam impressos no escrito do livro.
Até a próxima!

Comentários

MAIS LIDAS

Sobre fanfics 'oneshot' .

Comecei a ler fanfiction aos meus treze anos de idade, na época em que ainda existia no orkut (céus, como você é velha) aquelas comunidades de "Web Novelas". Iniciei as leituras virtuais com as tais web novelas, que na minha opinião atual eram um pé no saco, pois a plataforma do orkut não permitia uma postagem em página única. As autoras postavam os capítulos através de comentários nos fóruns. Logo, ocorria uma mistura infinita de capítulos da história com comentários de leitoras. Tudo dentro de um mesmo fórum.  Enfim... Quem viveu saberá do que estamos falando aqui, e tchananãn.

Criaram por fim, as fanfictions (ficções de fã) que eram postadas em sites de hospedagem de página HTML, como por exemplo, o vilabol e geocities (R.I.P).  Foi um achado, gente!  Porque você escrevia sua história toda, criptografava em HTML, e a história ficava no padrão atual de postagem. Ah! E havia a possibilidade de ser interativa, o que na época era um babado! Assim que encerraram a disponibili…