Pular para o conteúdo principal

Nas sextas da Rural.

Os caminhos sempre tão cheios de pegadas e passos alvoroçados, de repente não estão lá.
O burburinho alto de dúvidas, medos, desesperos, trabalhos, seminários, provas que emudecem as árvores centenárias, de repente não estão lá.
Então segue-se silenciosamente, pé após pé. PLOC, PLOC. Ouve-se o pisar nas poças.
Cães sempre amigos, sempre observadores de nosso dia-a-dia agora brincam entre si. Latem, tossem e até rosnam. 
A visitante calmaria de uma manhã chuvosa e vazia. 
O chacoalhar das folhas, as árvores que agora dançam e dispõem-se feliz a gargalharem.
E ouço ruídos de lar, de paz.  
E ouço ruídos de uma flauta solitária no alojamento feminino.
E sinto uma brisa gélida de paz e recomeço.
Os bancos da praça da Alegria, encharcados e sós.
O bandejão vazio.
As salas de estudos ocas.
O eco do hall dos alojamentos.
O silêncio acumulado na semana, de repente ecoado naquela manhã.
Manhã doce de sexta-feira. 
Manhã divina, manhã única.
Manhã que me faz sentir e sempre lembrar, que aquele é o lugar onde eu deveria estar. E que uma vez ruralino, sempre ruralino. 
Nas sextas da Rural percebo o quanto há de amor, no meio do caos.


Comentários

MAIS LIDAS

Sobre fanfics 'oneshot' .

Comecei a ler fanfiction aos meus treze anos de idade, na época em que ainda existia no orkut (céus, como você é velha) aquelas comunidades de "Web Novelas". Iniciei as leituras virtuais com as tais web novelas, que na minha opinião atual eram um pé no saco, pois a plataforma do orkut não permitia uma postagem em página única. As autoras postavam os capítulos através de comentários nos fóruns. Logo, ocorria uma mistura infinita de capítulos da história com comentários de leitoras. Tudo dentro de um mesmo fórum.  Enfim... Quem viveu saberá do que estamos falando aqui, e tchananãn.

Criaram por fim, as fanfictions (ficções de fã) que eram postadas em sites de hospedagem de página HTML, como por exemplo, o vilabol e geocities (R.I.P).  Foi um achado, gente!  Porque você escrevia sua história toda, criptografava em HTML, e a história ficava no padrão atual de postagem. Ah! E havia a possibilidade de ser interativa, o que na época era um babado! Assim que encerraram a disponibili…