Pular para o conteúdo principal

A Liberdade de Pensamentos e Expressão

A internet. Grande mega-fone do mundo. Nela tudo se diz, tudo se vê, tudo se expõe. Contudo não vamos confundir liberdade de pensamentos e expressão com desrespeito e libertinagem.

Recordando:

TÍTULO II
DOS DIREITOS E GARANTIAS FUNDAMENTAIS
CAPÍTULO I
DOS DIREITOS E DEVERES INDIVIDUAIS E COLETIVOS

Art. 5º - (...) 
IV - é livre a manifestação do pensamento, sendo vedado o anonimato;

Garante a liberdade de pensamento, defesa das opiniões individuais sendo proibido o anonimato. Por que? Porque as proporções ao qual tais atitudes forem submetidas explicitam o vigor, limite e a fidelidade à lei.

V - é assegurado o direito de resposta, proporcional ao agravo, além da
indenização por dano material, moral ou à imagem;


Falou demais? Não pensou e feriu o direito do outro? Melhor contratar um advogado.

VI - é inviolável a liberdade de consciência e de crença, sendo assegurado o livre
exercício dos cultos religiosos e garantida, na forma da lei, a proteção aos locais de culto e a
suas liturgias;


(...)
IX - é livre a expressão da atividade intelectual, artística, científica e de
comunicação, independentemente de censura ou licença;


Não pode-se coibir as manifestações culturais, crença, religiosas e outros gêneros. Todos tem o livre arbítrio e a censura é livre desde que não corrompa-se a lei e o respeito entre indivíduos. 

Aquela velha história... Religião e futebol não se discutem.

-O que falar, quando falar e onde falar?É deliberativo.  
-Até onde nossas opiniões devem ser censuradas?
Até onde não se ultrapasse o quadrado alheio. 
- Quando o meu direito de expor meus pensamentos são limitados ou ferem o direito do outro? Toda vez que a minha opinião gerar atitudes agressivas, preconceituosas, humilhantes, desrespeitosas ao meu semelhante. 
 Até a próxima. 



Comentários