Pular para o conteúdo principal

Caneca


     A senhora jogou dentro da caneca um pouco de ciúme, mas errou a mão. Após colocou uma dose extra de amor para compensar. Colocou também 1/2 xícara de cumplicidade. Misturou e adoçou um pouco porque o ciúme deixou a bebida um pouco amarga. 
      Em uma única xícara serviu, com dois canudos e alguns cookies em forma de coração e confeitos de cereja. 
      Pousou a caneca na mesa sorrindo. Ele olhou para aquela singela velhinha confuso. A menina também, mas ao olhar nos profundos e cansados olhos azuis da mulher sorriu em seguida. Pegou o canudo e bebeu  repassando a caneca para o jovem. Eles trocaram olhares e ambos bebiam ao mesmo tempo. Curtindo com carinho aquele momento. Em um instante, já não havia vestígios de preocupação ou discussão naquela mesa.
     A bruxinha cansada seguiu para cozinha. Sentou em sua cadeira de balanço. Acariciou seu gato negro que pulou em seu colo. O caldeirão ainda aceso aquecia a sopa de jantar daquela noite, daquele pequeno bistrô. 

Comentários

  1. Adorei, muito meigo e a metáfora foi muito boa! Uma simbologia muito doce! Só preste atenção porque tem uns errinhos aí, mais de vírgula que outros.

    Beijos

    ResponderExcluir
  2. Obrigada Lets, pelos elogios e pela correção ortográfica. Farei revisão ao texto :)

    ResponderExcluir

Postar um comentário

Comenta! Adicione um pouco de açúcar nessa xícara!

MAIS LIDAS

Sobre fanfics 'oneshot' .

Comecei a ler fanfiction aos meus treze anos de idade, na época em que ainda existia no orkut (céus, como você é velha) aquelas comunidades de "Web Novelas". Iniciei as leituras virtuais com as tais web novelas, que na minha opinião atual eram um pé no saco, pois a plataforma do orkut não permitia uma postagem em página única. As autoras postavam os capítulos através de comentários nos fóruns. Logo, ocorria uma mistura infinita de capítulos da história com comentários de leitoras. Tudo dentro de um mesmo fórum.  Enfim... Quem viveu saberá do que estamos falando aqui, e tchananãn.

Criaram por fim, as fanfictions (ficções de fã) que eram postadas em sites de hospedagem de página HTML, como por exemplo, o vilabol e geocities (R.I.P).  Foi um achado, gente!  Porque você escrevia sua história toda, criptografava em HTML, e a história ficava no padrão atual de postagem. Ah! E havia a possibilidade de ser interativa, o que na época era um babado! Assim que encerraram a disponibili…