Pular para o conteúdo principal

Observando à sua frente.




Ele sorria. Tomava café. Conversava animadamente com os amigos.
Ele nem faz ideia de como é lindo.
E de como são perfeitos os seus gestos, o sorriso e a covinha. 
O modo de beber o líquido. 
Cativante o jeito que os lábios dele se mexem para falar.
E a voz? Ensurdecedora de tão grave e doce.
Eu gostaria de fazer parte do seu dia por 24 horas. Eu gostaria de ser sua fotografia  de cabeceira. Eu queria ser o travesseiro que apoia seus pensamentos.
Porque eu não posso ser o anel do seu dedo?
Se eu me levantar e ir a sua direção?
Que tolice.
Se eu te encarar e chamar a sua atenção, tentar falar com você?
Que tolice.
Eu me sinto pequena demais, para ter o  poder de atrair sua conjugação verbal.
Meu intelecto possivelmente não merece o seu.
Se ao menos eu fosse o sinal de trânsito de algumas esquinas à sua rua.
Mas eu sou apenas uma admiradora, sentada na mesa à sua frente.



Comentários

  1. Adorei! Você é tipo... aaargh nao sei KKKK Você escreve poeticamente, tem ritmo; e além disso, o texto é simples e demonstra o sentimento perfeitamente. Adorei! *-*

    ResponderExcluir

Postar um comentário

Comenta! Adicione um pouco de açúcar nessa xícara!