26 março, 2013

Parece que ele se conectou exalando sua poesia.

Um adeus daqueles bem dolorosos. 

Há exatos vinte dias, o Brasil perdeu um dos poetas mais incríveis. Traduzia a brisa das pistas de skate. Falava com paixão sobre as mensagens que a vida traz. E sua voz ecoava pela voz de um mundo de costumes, pensamentos, gerações. Gente diferente, de lugares diferentes, gostos diferentes se uniam na poesia de Chorão. 
Isso está longe de ser uma homenagem, palavra alguma que eu escreva possa servir de homenagem. Esse cara ensinou muito, inclusive para mim. Também por suas canções cresceu meu amor à poesia, à escrita. Horas eu passei escrevendo aqui no blog ao som de CBJr. Enfim, é muita dor pela perda. Por saber que é mais um que ficará na playlist. Por saber que as mensagens a partir de agora vão apenas se repetir. Entretanto Chorão era muito bom com a malandragem das palavras, e todas as vezes que escutarmos uma canção dele, algo novo ela despertará.

O objetivo desse texto é um desabafo, mas também quero compartilhar uma pequena curiosidade: na manhã  em que ele fez a manobra sem volta, eu acordei com a música "Só os loucos sabem" na cabeça. Cantarolei ela durante toda a manhã, até ver o noticiário, onde cantá-la com alegria não era possível. Não naquele momento. E a curiosidade é que essa semana, descobri duas outras pessoas que naquele dia também acordaram cantando Charlie Brown. Como se ele estivesse tocando nossas almas em despedida. 
Parecia que ele se conectou com sua turma, exalou sua poesia entre nós, de novo.

E mais uma vez, Cazuza: "Meus heróis morreram de overdose..." . É uma profecia?

#ObrigadaChorão 


2 comentários:

  1. Lindo texto. No dia que ele morreu, eu acordei com a música Céu Azul na cabeça e fiquei cantando mas achei tão estranho isso, de acordar com a música na cabeça. Mas quando minha mãe me disse que ele havia morrido, a música ainda tava na cabeça mas cantar ela me fazia chorar sem parar.

    CHORÃO ETERNO POETA VAGABUNDO! <3

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Exatamente isso Camilla! Prefiro acreditar que foi uma conexão. Alguma despedida carinhosa com mensagem de : não esqueçam essas palavras.

      Eu choro toda vez que me recordo, que ouço as canções.

      Excluir

Comenta! Adicione um pouco de açúcar nessa xícara!