Pular para o conteúdo principal

SEMIAPAGADOS - CAP. 8

Após terminar de cantar voltei ao camarote e fui procurar Melissa. Estava preocupado se algum outro cara teria a encontrado, e se havia perdido a atenção dela para outro.
Eu andava olhando para os grupos de pessoas à procura dela, quando Titi Müller apareceu em minha frente me assustando. Cumprimentei ela, que me parabenizou pela apresentação. Ela estava um pouco alegre por efeito do álcool, eu supus, e sorria muito. Eu cumprimentei a câmera do programa e Titi deu um grito:
— Olha ela!
Ela se referia à Melissa, que passou perto de nós, sem nos notar. Ela foi até Melissa, me puxando pela mão. Eu queria agradecer à Titi, por aquilo.
— Luan! Nós conversamos com a sua amiga Melissa Diaz, que é muito, muito simpática por sinal – ela abraçou Melissa de lado — Nós já somos amigas, não é Mel?
Melissa assentiu sorrindo um pouco sem graça.
— Luan, ela disse que vocês se conheceram hoje e que vocês não estão de affair. Você confirma isso?
Eu estava ansioso para deixar claro à Melissa que aquela noite, eu queria estar com ela e somente com ela, então prevendo não correr o risco de tomar um toco na frente das câmeras, decidi ser um pouco mais ousado nas respostas:
— Sim, nos conhecemos hoje e não estamos de affair ainda, mas eu estou muito interessado na Melissa. – Titi deu um urro de zombaria, olhando para Melissa, e Mel sorriu sapeca.
— Melissa, e aí? – Titi perguntou.
— A minha promessa continua de pé. Eu falei que se ele me paquerasse eu contaria a vocês.
— Mas ele está te paquerando, gata! E aí, rola um beijinho ou não? – Titi falou e eu peguei a mão de Melissa sorrindo, sem jeito.
— Ele que é a celebridade, se eu beijá-lo ele pode se sentir exposto. Fica a critério dele.
— Eu gosto disso! – disse a Titi sorridente olhando para mim.
E então delicadamente, segurei o rosto de Melissa com as duas mãos, e sussurrei ao ouvido dela: "com toda a licença, senhorita", e beijei seus lábios de uma maneira calma. Titi comemorou com comentários e dizendo para a câmera "Luan Santana tem uma affair no Vila Mix, sim!" ela afastou a filmagem de nós dois. Quando eu e Melissa separamos o beijo, sorrimos para Titi que deu uma piscadinha cúmplice para nós.
Guiei Melissa até um canto afastado e mais escuro do camarote, e nos sentamos numa poltrona dali para conversar. Continuamos a falar sobre os mesmos assuntos que tínhamos antes de eu ir para o palco.
Então beijei novamente Melissa. Um beijo tão harmonioso, que parecia que nossas bocas foram feitas uma para a outra.
— Eu estou extremamente encantado por você hoje. – eu disse entre os beijos.
Melissa sorriu e então nos separou. Olhou voraz em meus olhos e disse:
— Luan, eu não sou muito de rodeios tá? Não precisa gastar poesias ou falar coisas bonitas para me levar pra sua cama. Eu sou o tipo de pessoa que se quiser dormir com você sem compromisso, vai fazer isso e sair antes que você acorde no dia seguinte. E se eu quiser ficar de chameguinho com você, eu vou acordar e deixar meu telefone. E se eu não tiver a fim, eu te dispenso antes mesmo de dar tempo dessa noite acabar.
Eu fiquei boquiaberto com as palavras dela. Jamais imaginaria ouvir tudo aquilo.
— Pode pensar o que quiser, mas eu só tenho uma pergunta: o que você quer é passar a noite comigo?
Continuei calado, encarando os olhos dela, e acariciando seu rosto. Ainda estava digerindo tudo o que ela disse. Eu levando horas para falar o mínimo com ela, e ela conseguindo ser direta daquele jeito?
— Luan... Quais as suas intenções comigo hoje? – perguntou de novo, despertando-me do transe.
— Eu quero dormir com você sim, mas não quero que você saia sem despedir amanhã.
Ela sorriu, em um meio sorriso sedutor.
E eu só conseguia pensar em uma coisa: eu caí na teia de uma viúva-negra?

Comentários

MAIS LIDAS

Sobre fanfics 'oneshot' .

Comecei a ler fanfiction aos meus treze anos de idade, na época em que ainda existia no orkut (céus, como você é velha) aquelas comunidades de "Web Novelas". Iniciei as leituras virtuais com as tais web novelas, que na minha opinião atual eram um pé no saco, pois a plataforma do orkut não permitia uma postagem em página única. As autoras postavam os capítulos através de comentários nos fóruns. Logo, ocorria uma mistura infinita de capítulos da história com comentários de leitoras. Tudo dentro de um mesmo fórum.  Enfim... Quem viveu saberá do que estamos falando aqui, e tchananãn.

Criaram por fim, as fanfictions (ficções de fã) que eram postadas em sites de hospedagem de página HTML, como por exemplo, o vilabol e geocities (R.I.P).  Foi um achado, gente!  Porque você escrevia sua história toda, criptografava em HTML, e a história ficava no padrão atual de postagem. Ah! E havia a possibilidade de ser interativa, o que na época era um babado! Assim que encerraram a disponibili…