Pular para o conteúdo principal

SEMIAPAGADOS - CAP. 7

Luan tocou minha nuca beijando de volta o meu rosto e senti um arrepio percorrer meu corpo. Assim que ele saiu, eu fui andando até o Dennis que estava conversando com os mesmos colegas que havíamos feito no início da festa. A loira estava com ele, e ele me apresentou a ela. Assim como ele foi protetor comigo em relação ao Luan, pensei em ser com ele em relação à loira. Mas acho que quem deveria ser protegido ali, não era o Dennis e sim, a garota. Então decidi não falar nada perto dele. Afinal, ele era meu amigo. Depois quando ele não estava por perto eu sondei a loira:
— Qual sua intenção com o Dennis, uma noite ou duas?
Ela me olhou desentendida e apenas respondeu:
— Duas.
— Então tá, olha ele é meu amigo, e eu já vou te avisando que o cara é muito legal. Mas não cria expectativas tá? Eu não quero que você fique mal com ele, e nem ele com você. Só... Vai com calma. Uma noite por enquanto é o suficiente.
Ela sorriu e me agradeceu pelo aviso.
Quando ele voltou, nos olhou e sobre uma encarada duvidosa para mim, nos disse: "hum... já estão amiguinhas, é?".
Dennis sabia que eu teria dito algo à garota, mas estava tranquilo. Eu saí para ir falar com outras pessoas que me chamaram, e no meio do caminho, a repórter do Multishow que estava no camarote desde o início me parou.
— Você estava por aí conversando com o Luan Santana, vocês estão juntos? – me perguntou diretamente.
— Nós nos conhecemos hoje, aqui no evento. – eu falei tentando fugir de qualquer resposta que pudesse comprometer tanto ele quanto eu.
O cara que havia ido falar com ele para descer ao palco, e que me paquerava indiscreto, havia visto a jornalista comigo e ficou observando curioso nós duas.
— Qual o seu nome? – a mulher me perguntou.
— Melissa Diaz.
— E vocês se conheceram aqui hoje, e o que você achou do Luan?
— Ele é um fofo, muito simpático – respondi entendendo a armadilha da mulher e quais respostas ela queria, então fui mais esperta ao responder — Eu vim com um amigo, e nós acabamos sendo apresentados através dele.
— Então você e o Luan não estão saindo, ou nada do tipo?
— Não, não, como eu disse nós acabamos de nos conhecer.
— Mas ele não deu nenhuma investida em você? Eu notei como ele te olhava, pode falar amiga, estamos todas no mesmo barco.
Ri discreta e simpática, para Titi Müller, a jornalista – que parecia um pouco altinha – e respondi:
— Prometo que, se ele me paquerar em algum momento, eu volto aqui pra te contar tá?
— Combinado! – ela apertou a minha mão e me abraçou — Você é muito simpática Melissa, tomara que vocês se beijem!
Saí sorrindo de perto da jornalista com o, câmera. O homem que havia falado com Luan ainda me olhava curioso. Antes que eu chegasse aos meus amigos, ele se aproximou de mim.
— Boa noite!
— Olá! – eu disse simpática a ele.
— Eu sou Rick Bonadio, empresário do Luan. – ele me estendeu uma mão e nos cumprimentamos com beijinhos no rosto.
— Ah, isso explica a sua cara de curiosidade, eu sou Melissa Diaz.
— É, pois é, eu nunca vi você com ele...
— Nos conhecemos hoje.
— E você é do meio? – o empresário perguntou obviamente curioso em saber quem era a "ninguém" que conversava com Luan Santana.
— Não, eu sou fisioterapeuta. Eu sou convidada, apenas. – eu respondi com uma expressão humilde.
— Ah que legal! Eu já quis ser fisioterapeuta, mas eu sou melhor com música.
— Posso garantir, como fã, que é sim.
— Você é muito simpática, está explicado como Luan te encontrou, além de seguir a sua beleza notória.
— Ah obrigada, que gentil – respondi tímida — E na verdade, nós fomos apresentados pelo Dennis. Somos amigos.
— Ah bacana! Dennis é um cara divertido!
— Sim, muito, olha Rick, eu tenho que ir. Meus colegas me chamam ali – o pessoal que havia me chamado, continuava me chamando e eu já estava a fim de sair daquela conversa, e antes que o homem não soubesse como perguntar eu já fui respondendo: — Olha, aquela repórter fez umas perguntas sobre o Luan e eu, eu apenas disse que éramos amigos que acabaram de se conhecer. Se ela perguntar alguma coisa...
— AH! Não, claro! Fique tranquila, até mais. – ele respondeu com um sorriso largo e saiu.
Fiquei imaginando que estes empresários às vezes são meio sanguessugas. Me reuni aos meus colegas, e assisti a apresentação de Luan ao lado deles.

Comentários