Pular para o conteúdo principal

ELEH - CAP. 12

Outros segredos 

– Primeiramente senhorita "eu não quero mais saber, mentira, conte tudo!"... Eu não vim defender Jacob. Se é o que está pensando...
– As coisas tem tomado proporções maiores Luna, e embora Sue e Billy achem que você ainda não deva saber... Lia e eu, pensamos ser o momento de começar...
– Ouça bem: começar! – Lia interrompeu Emy, que fez uma cara desaprovadora.
– Como eu dizia... Começar a te deixar mais à parte das histórias.
     Quando as duas terminaram de falar e se entreolharam, um estrondo foi escutado da varanda da frente. Era apenas Embry, limpando os pés e abrindo a porta da sala com as mãos cheias de sacolas de compras.
– Você deveria manter essa porta trancada, Luna. Não é nada difícil entrar sem ser convidado.
–Seu idiota! Que susto me deu!
– Idiota é você! Que se encheu de whisky na noite anterior... Tomando um porre, Luna? Não conseguiu pensar em nada menos clichê?
–Consegui sim, eu pensei em pegar meu carro e sumir de Forks... Mas me lembrei que minha vida agora é aqui e não vai ser tão fácil me livrar dessa cidade.
–Não vai ser tão fácil é se livrar de nós, garota! - disse Lia, sempre muito autoritária.
     Embry foi tomando posse da cozinha e preparando nossos pratos italianos, enquanto as meninas e eu nos sentávamos na bancada da cozinha.
–Bem Luna... Não vamos retroceder muito à histórias antigas. Acho que tudo o que temos que lhe dizer, deve ser começado pela chegada de Bella..
–Ei, ei! Emy! O que vai fazer?
– Embry! Já está na hora de Luna conhecer um pouco mais desse assunto que tanto mexe na vida dela, sem que ela tenha consciência!
–  Billy deixou claro que não podíamos falar nada ainda Lia!
– E não vamos! É Emy que vai contar tudo.
   Embry não fez uma cara aprovadora, mas quando se tratava de um embate com Lia Clearwater, a loba era bem forte. 
– Bella chegou aqui em Forks e as coisas de imediato começaram a mudar drasticamente... - Emy começara a me contar o que de fato aconteceu. – Era para ela seguir a vida dela sem muitas novidades, mas ela própria era uma grande novidade para as pessoas da cidade que conheceriam a filha do delegado Swan. Na verdade, entre a juventude local mesmo. O restante das pessoas não se importavam muito. Billy e Charlie sempre foram muito amigos, e Jake já conhecia Bella de infância, e de alguns poucos verões que ela passou com o pai. E bem... Ele se encantou com ela, logo que a viu novamente.
– Só falava nela. O tempo inteiro... Um saco. Nunca gostei dela.
                         Embry e Emy riam do comentário ciumento de Lia.
– Os Cullen eram uma família muito antiga e peculiar aqui em Forks...
–Scott me falou deles. Comentou que eram estranhos...
– Scott? Você vai nos contar a sua historinha depois garota! Mas... Scott estava errado. Estranhos somos nós... Os Cullen são... ameaçadoramente desprezíveis. - Lia novamente com seu humor negro se pronunciava.
– Os Cullen só andavam e socializavam entre eles...
– Tipo vocês?
– NUNCA nos compare! Eles jamais chegarão aos nossos pés! - bravou Embry sendo abraçado por sua namorada.
– Identifiquei uma desavença forte.
– Sim Luna... Olha gente, não me interrompam mais, ok? Antes que eu desista de contar tudo e...
– NÃO NÃO! Calados Embry e Lia! Eu quero ouvir tudo o que Emy tem a dizer!
– Os Cullen tinham hábitos incomuns... Que você vai entender depois.. Aconteceu que Edward Cullen, um dos filhos se apaixonou por Bella e ela, por ele. Pasme. Jacob e Bella nunca tiveram algo tão sólido quanto o que ela teve com o "frio"... E fora Edward quem Bella escolheu. O ponto chave de tudo é que os Cullen, eram um outro tipo de ser, do qual nós quileutes devemos defender a todos de Forks. Não são pessoas Luna. São monstros. São vampiros. E nosso dever era mantê-los bem longe de todos, mas há muitos anos atrás, um acordo entre os Carlisle Cullen e o chefe de nossa tribo fora feito, onde eles prometiam não fazer mal a nenhum humano local, e poderiam viver aqui misturados entre todos. 
– Cara! Para! Vampiros? Sugadores de sangue e tal? Olha, isso é muita viagem!
– Assim como é muita viagem nós sermos lobos né moça!? - Dizia Embry humorado.
– Ela é maluca, ela escolhe acreditar no que quer! - Lia falou espantada. – Escuta Luna, eu vou resumir! Bella apaixonou-se pelo vampiro, e engravidou, aí o bebê monstro nasceu e para que ela não morresse no parto, o vampiro transformou-a em um deles, o Jake queria matar todo mundo, e quando iria fazer isso, pasme! Ele teve um imprinting com o bebê monstro! E NOS IMPEDIU DE FAZER A FESTA MATANDO AQUELA CORJA DE SUGADORES. Fim.
– LIA! 
– Ai Emy, você demorou demais!
– OK. Estou catatônica! E depois?
– Depois Luna, achávamos que ia ficar tudo bem com a recente ligação entre Jake e Renesmeé, a filha de Bella, mas os Cullen eram ameaçados pelos Volturi...
– Que são...?
–Um outro clã de sugadores, que acham ser os reis entre eles, mas são todos uns covardões!
– Lia! Deixe Emy falar logo... – Dizia Embry sempre rindo dos comentários da amada.
–Os Volturi sempre estiveram esperando um momento oportuno de condenar os Cullen por algo, pois tinham interesse em Edward, Alice e Bella pelos poderes extraordinários que tinham como vampiros. Um dia, Jake e Renesmeé estavam na praia, e ... O instinto dela foi maior... Não caçava há algum tempo.... Renesmée atacou algumas pessoas que vinham para a praia, e no meio de outros que viram tudo. Para consertar o que havia feito, ela teve que matar os restantes. E Jacob, apesar do imprinting tinha o dever com seu clã, de defender as pessoas dos frios. Somente ele poderia fazer algo contra seu próprio imprinting Luna, e ele pôs fim em Renesmée. Isso causou uma grande confusão entre os Cullen e os Quileutes novamente.  E um novo acordo fora feito... Exílio de Forks para os Cullen. Bella tentou assassinar Jake, várias vezes depois disso... Mas por algum motivo que ainda não temos certeza ela se foi para sempre. Abandonou Forks e tudo que havia aqui e que ainda pertencia a história pregressa dela, incluindo Charlie.

Comentários