Pular para o conteúdo principal

Novamente, onde estará?





        Ele achou meu sorriso tímido, mas ele é tão contrário para mim. Disse que tinha que ir, mas me levou a sério. Eu vou fazer o que estiver ao meu alcance, mas não me pergunte seu nome.
             Só a mim cabe a felicidade dele. Tantas vezes, involuntárias, eu pensava nele e no que dizê-lo.
             Em uma noite qualquer dessas poderíamos agir, mas não há o que se fazer. Eu pensei naquele brilho do olhar que eu nem sabia que havia reparado. Como roubá-lo? Eu não sei onde encontrá-lo e não sei seu nome.
          Foi em um sonho. Em um sonho,  eu revelei o que sentia e acordei sem pistas novamente. Resta tomar o velho navio e ir às nuvens de onde caí para então saber se é realidade.

Comentários