Pular para o conteúdo principal

Iludidos




Quando você disse "Te amo" acreditei verdadeiramente.
Eu sorria a cada conversa nossa pela internet e ansiava o nosso reencontro.
Como esquecer daquele filme ? 
Ali concretizou-se um sentimento já iniciado.
As nossas mãos se tocaram ao pegarmos pipocas, e olhamo-nos cúmplices e nada precisava ser dito.
O choque de nosso contato falou por si só. 
Então naquele abraço apertado, aconcheguei-me a seu peito, admirando o momento, com olhos vidrados no telão cinematográfico. Eu nem sabia mais o que eram aquelas imagens, apenas sentia seu perfume, e seu beijo em meus cabelos. 
No fim da tarde nós dois no ponto de ônibus, beijando-nos debaixo da chuva abraçados. Que proteção você me passava.

Agora  vendo-o tão feliz com ela, eu não consigo acreditar que tudo valeu apenas para um lado. É como se eu estivesse jogando uma partida de futebol, de uma pessoa apenas. Um jogo sem vibração e sem torcida. Torço muito pela sua felicidade. Porém é irrefutável a minha dúvida: "Por quê? Há justificativas para suas mentiras ? Qual a sensação de iludir alguém ?"
Tu és iludido em pensar que não houve sentimentos e eu fui iludida em pensar que os mesmos existiram.
E se na minha inocência e sinceridade aceitares o conselho : Não digas novamente que amas, se a coisa amada, para ti, for insignificante . 

Comentários

MAIS LIDAS

Sobre fanfics 'oneshot' .

Comecei a ler fanfiction aos meus treze anos de idade, na época em que ainda existia no orkut (céus, como você é velha) aquelas comunidades de "Web Novelas". Iniciei as leituras virtuais com as tais web novelas, que na minha opinião atual eram um pé no saco, pois a plataforma do orkut não permitia uma postagem em página única. As autoras postavam os capítulos através de comentários nos fóruns. Logo, ocorria uma mistura infinita de capítulos da história com comentários de leitoras. Tudo dentro de um mesmo fórum.  Enfim... Quem viveu saberá do que estamos falando aqui, e tchananãn.

Criaram por fim, as fanfictions (ficções de fã) que eram postadas em sites de hospedagem de página HTML, como por exemplo, o vilabol e geocities (R.I.P).  Foi um achado, gente!  Porque você escrevia sua história toda, criptografava em HTML, e a história ficava no padrão atual de postagem. Ah! E havia a possibilidade de ser interativa, o que na época era um babado! Assim que encerraram a disponibili…