Pular para o conteúdo principal

Para : O mundo que me aguarda.




Decidi priorizar todo esse ano apenas em mim.
Você sabe, pensar no que fazer, o que eu sou.
Analisar meus motivos de viver. 
Um pouco dramático? Não se tratando de mim. 
Dramático mesmo é o modo como eu me dedico em encontrar um amor para a vida toda.  Será que isso é real, será que realmente existe  "um pé descalço para um chinelo velho", "a sua tampa da panela" ?
Apenas não quero saber de nada disso, por enquanto não quero fazer nada que não seja somente sobre mim e minha alma prolixa.

Portanto mundo, estou prontificada a dizer-lhe que eu me preparei para você, e para tudo o que vier. Mas isso não significa, que você não precise pegar leve. Afinal, eu sou apenas um garotinha em aprendizado, uma menina moldando-se mulher. E  por favor mundo, apesar de meus esforços feitos e que ainda virão, não acelere as coisas. Eu preciso mesmo aprender a controlar a minha paciência .




Comentários

  1. Carolina Fortunato12/07/2011 12:38 AM

    Ameeeeeeeeeeeeeeeeeeeei *-* muito a ver com o que eu to passando , hahah.
    Você escreve muito bem , sempre curto o que você escreve *-* continue assim !

    ResponderExcluir

Postar um comentário

Comenta! Adicione um pouco de açúcar nessa xícara!

MAIS LIDAS

Sobre fanfics 'oneshot' .

Comecei a ler fanfiction aos meus treze anos de idade, na época em que ainda existia no orkut (céus, como você é velha) aquelas comunidades de "Web Novelas". Iniciei as leituras virtuais com as tais web novelas, que na minha opinião atual eram um pé no saco, pois a plataforma do orkut não permitia uma postagem em página única. As autoras postavam os capítulos através de comentários nos fóruns. Logo, ocorria uma mistura infinita de capítulos da história com comentários de leitoras. Tudo dentro de um mesmo fórum.  Enfim... Quem viveu saberá do que estamos falando aqui, e tchananãn.

Criaram por fim, as fanfictions (ficções de fã) que eram postadas em sites de hospedagem de página HTML, como por exemplo, o vilabol e geocities (R.I.P).  Foi um achado, gente!  Porque você escrevia sua história toda, criptografava em HTML, e a história ficava no padrão atual de postagem. Ah! E havia a possibilidade de ser interativa, o que na época era um babado! Assim que encerraram a disponibili…