Pular para o conteúdo principal

Lirismo Dois.



Quando a lágrima surgiu e o leito da paz não estava presente,
nada mais era real, nem a chuva, nem o sol.
E a calma do dia não acalmava, em um momento apenas a imensidão dos céus da solidão.
E as estrelas mentiam,  brilhavam convencidas de que me enganavam.
A ilusão se foi na correnteza.
Cheguei a tornar-me pó . Ser  nada.
E só me restava escrever que eu não poderia chegar.
Foi quando apareceu o que eu esperava
pra preencher meu mundo que era seu.
Eu não sabia chegar, foi quando apareceu,
o que eu iria buscar, pra ser o anjo do meu, mundo particular
mundo que era seu.
Nesse mundo não há mais nada a se perder.
E posso dizer, o amor existe para quem ama.

Comentários

MAIS LIDAS

Sobre fanfics 'oneshot' .

Comecei a ler fanfiction aos meus treze anos de idade, na época em que ainda existia no orkut (céus, como você é velha) aquelas comunidades de "Web Novelas". Iniciei as leituras virtuais com as tais web novelas, que na minha opinião atual eram um pé no saco, pois a plataforma do orkut não permitia uma postagem em página única. As autoras postavam os capítulos através de comentários nos fóruns. Logo, ocorria uma mistura infinita de capítulos da história com comentários de leitoras. Tudo dentro de um mesmo fórum.  Enfim... Quem viveu saberá do que estamos falando aqui, e tchananãn.

Criaram por fim, as fanfictions (ficções de fã) que eram postadas em sites de hospedagem de página HTML, como por exemplo, o vilabol e geocities (R.I.P).  Foi um achado, gente!  Porque você escrevia sua história toda, criptografava em HTML, e a história ficava no padrão atual de postagem. Ah! E havia a possibilidade de ser interativa, o que na época era um babado! Assim que encerraram a disponibili…