Pular para o conteúdo principal

Alma.


No pulsar de buscar a felicidade e os próprios objetivos o ser humano esbarra em propósitos iguais os seus, em sonhos e histórias diferentes.
Impressiona esse círculo da vida onde cada um é diferente e todos são iguais. 
Conhece-se pessoas de outros lugares, com condições de vida diferentes, mas com a mesma procura de príncipios e metas. Todos querem brilhar, não só brilhar para o mundo, mas brilhar para dentro de si. 
São tantas informações e opções de personalidades a cada dia que se passa, que fica difícil escolher o que ser, quem ser e o mais assustador ainda, se descobrir. 
Afinal toda e qualquer coisa é dividida em seus lados bons e ruins e aponte-me Senhor da Divindade, uma só pessoa que não queira ser quista como certa e boa, mesmo quando ela tem por escolha as atitudes transviadas na visão social. 
As motivações são as mesmas meu Caro. 
E como não sentir-se frustrado quando alguém com situações de apoio, de dinheiro e de vitória maiores que as suas, conquista tudo o que você também quis conquistar e que você sabe que poderia tê-lo feito, mesmo com o relógio contra você?  
Então explica-me Sábio de todas as coisas, quando saber que as respostas estão claras e limpas à sua frente?
Quando saber que chegou-se ao ponto final ? 
Que ponto final? 
E acima de tudo, explica-me como saber se haverá oportunidade e tempo à frente. Pois, Vossa Graça já sabe o quão difícil e o quão profundo é o propósito de cada jovem habitante do planeta,  de dominar o mundo externo e o mundo interno da alma. A alma dos habitantes e dos habitados.


Comentários