05 maio, 2011

Balanço do Amor


Quando eu procuro pelo sol, eu vejo você. 
Estou certo de que você é meu amanhecer.
E se as flores estão abaladas,
Eles querem dizer que têm inveja do nosso amor eterno.
O vento bate nas copas das árvores.
As folhas se remexem no balanço.
As cores se contrastam em um brilho maior,
é o  balanço do amor.
Na chuva, se estou deitada na grama, sinto o cheiro da sua pele.
E a lama que me competir com você.
O céu noturno é tão azul, cinza e amarelo.
De manhã, o céu é tão cor de rosa.
E o orvalho chora de alegria, e balança. No balanço do amor. "